Comunidade: Um Pilar para uma Sociedade Verdadeiramente Humana

en de pt-br es
Comunidade é uma forma de vida que nos conduz à experiência da unidade.

A ciência moderna excedeu largamente as suas fronteiras, da minúscula escala nano às grandes estruturas do universo, e dessa forma descobriu um mundo que desconcerta os nossos hábitos convencionais de pensamento. Um mundo invisível de energia, vibração e informação que se encontra na base de tudo o que existe, e que interliga todos os elementos. A física quântica tentou descrevê-lo. Trata-se de um mundo de unidade, com o qual nós, seres humanos, nos encontramos mais intimamente ligados.
Mas no dia-a-dia pensamos, tomamos decisões e agimos como se nos encontrássemos separados, como se o que fazemos não tivesse impacto sobre o todo, nem mesmo sobre nós. Não pensamos em termos de unidade, porque esta unidade não é ainda a nossa realidade vivida.

Comunidade é uma forma de vida que nos conduz à experiência da unidade. Outrora na Terra, as pessoas viviam em tribos. Os povos indígenas possuíam uma ligação com todos os seres vivos. Sabiam que o planeta está interligado e que o que acontece em determinado lugar tem impacto sobre todos os demais. Eles cuidavam da Terra. Actualmente temos de reinventar a tribo ou a comunidade. Um grupo de pessoas passa a ser uma comunidade quando possui um objectivo em comum e quando a relação entre os seus membros é baseada na confiança. Num ambiente de confiança, podemos novamente ser verdadeiros e dizer aquilo que gostamos e não gostamos nos outros. Numa comunidade, podemos reconquistar o poder que até então submetemos a uma sociedade anónima. Podemos assumir responsabilidade pelas nossas preocupações e construir uma base material para a nossa vida, que colabore com a natureza e todos os seres. Comunidade integra todos os seres, até a água. O nascimento, a doença e a morte fazem parte da vida, e dessa forma fazem também parte de uma comunidade. Quando vivenciamos verdadeiramente um sentimento de lar e segurança, os impulsos de raiva, cólera e violência libertam-se do nosso sistema.

Comunidade é um todo que funciona apenas na medida em que as suas partes trabalham em cooperação, rumo ao bom funcionamento do todo. O ser humano possui um desejo profundo de pertencer ao todo novamente. Numa comunidade baseada na confiança, cada pessoa desenvolve as suas qualidades únicas para o benefício de todos. Comunidades são o terreno fértil para uma sociedade verdadeiramente humana. A futura cultura de paz emerge a partir de uma rede de comunidades autónomas e descentralizadas.

Share your thoughts:

Your email address will not be published. Required fields are marked *